Skip to content

Tag Archives: feminilidade/feminização

Lierre Keith, Patriarcado e Planeta Terra

18-fev-17

“…Essa é a real genialidade do patriarcado: ele não só naturaliza a opressão, como ele sexualiza atos de opressão. Então ele erotiza dominação e subordinação e institucionaliza isso em masculinidade e feminilidade. O patriarcado naturaliza, erotiza e institucionaliza a opressão. A genialidade do feminismo é que nós descobrimos isso. Feminilidade é o conjunto de comportamentos […]

Tirando os Nossos Olhos dos Caras – Sonia Johnson

05-mar-15

Todas nós – todas as mulheres no patriarcado – somos criadas para sermos escravas, somos criadas para sermos prostitutas. Todas nós, em algum sentido, somos, ou fomos, prostitutas e escravas, e muitas de nós continuaremos a ser para o resto de nossas vidas. E é a essência, a própria natureza da criação, cegar-nos – de […]

Declarando Independência da Revolução Sexual – Dana Densmore

21-fev-15

Ti Grace Atkinson, escritora feminista dos 70 que questionou a institucionalidade de determinadas práticas sexuais e escreveu folheto e artigo sobre o mito do orgasmo vaginal, à esquerda, com membras do ‘Feminists’ em demonstração frente à Licença de Casamento de Manhattam. ‘Sexo está super estimado’, ela diz. ‘Se um dia tivermos que escolher entre sexo e […]

A instituição do intercurso sexual – Ti-Grace Atkinson

21-fev-15

O orgasmo vaginal se apóia na teoria biológica, ao sustentar que a instituição do intercurso é do interesse do instinto sexual da mulher. O argumento consiste mais ou menos no seguinte: o homem tem um instinto sexual, e nós o sabemos, já que os homens adoram ter relações sexuais. Como o desejo masculino pelo intercurso […]

Beleza e Misoginia, Sheila Jeffreys (livro incompleto)

17-jan-15

BELEZA E MISOGINIA SHEILA JEFFREYS Beleza e Misoginia é dedicado à minha parceira Ann Rowett, com meu amor, e com respeito à sua resistência perpétua e determinada às práticas de beleza. Introdução Nos anos 70, uma crítica à maquiagem e outras práticas de beleza emergiram de grupos de conscientização. A teorista feminista radical americana Catharine […]

PIV é sempre estupro ok?

17-jan-15

Texto original: http://witchwind.wordpress.com/2013/12/15/piv-is-always-rape-ok/ Tradução: tradução: Jéssica Akemi Nota da tradutora: TW: esta é uma tradução de um texto sobre piv = rape (sexo heterossexual = estupro). então, caso você seja heterossexual e não queira repensar isso ou você já tenha sido vítima de abuso sexual, considere sobre não ler. PIV* sempre é estupro, ok? * […]

Renunciando à Igualdade Sexual – Capítulo 2 de “Our Blood”, Andrea Dworkin

13-jan-15

Renunciando a “Igualdade” Sexual Andrea Dworkin   Igualdade: 1. a condição de ser igual; equivalência em quantidade, grau, valor, categoria, habilidade, etc. 2. uniformidade de papel tanto em relação a inclinações quanto aparência Liberdade: 1. a condição de estar em liberdade e não em confinamento ou sob restrição física… 2. libertação de controle externo, interferência, […]

Feminilidade, Heterossexualidade e a Síndrome de Estocolmo

13-jan-15

Este texto propõe que a criação de vínculos das mulheres com homens, bem como a “feminilidade” e a heterossexualidade, são reações paradoxais às violências dos homens contra elas. Como já foi argumentado anteriormente em análises feministas, compreendemos que as mulheres sofrem coletivamente da Síndrome de Estocolmo – a criação de vínculos de um refém com […]

Mulher, Povo Colonizado – Parte 1

13-jan-15

Em seu livro revolucionário de 1949, O Segundo Sexo, Simone de Beauvoir pergunta, “por que as mulheres não disputam a soberania dos homens?”. Sua pergunta pressupõe uma teoria filosófica em particular acerca da natureza e interação humana desenvolvida por Hegel. Essa teoria é a de que cada consciência (pessoa) mantém uma hostilidade fundamental Em seu […]

Sobre a importância, para todas as mulheres, da experiência do amor lésbico

13-jan-15

“Todas as relações heterosexuais são corrompidas pelo desequilíbrio de poder entre o homem e a mulher. Para manter a superioridade os machos precisam alimentar a ansiedade emocional e a submissão econômica da mulher. Para sobreviver numa ordem social de supremacia masculina, a mulher se enfraquece de modo a construir o ego masculino. A mulher não […]